Humana.

Não sou da espécie robótica, embora tenha sensores de reconhecimento facial e mecanismos que reconhecem vozes. Sou daquele tipo sensível demais, que gosta de olhar nos olhos. Sou dessas que não se contentam com o sentimento automático, ou com a frieza da modernidade. Gosto de me encaixar na anatomia de abraços sinceros, daqueles que posso medir a temperatura dos corações com esse tal termômetro que as pessoas chamam de afinidade.

31 comentários:

  1. 'A anatomia de braços sinceros' é a síntese dos sentimentos mais espetaculares que existem. A essência precisa ser mantida para acalentar as gerações tão superficiais que estão respirando por nosso planeta atualmente.

    Brutal, como sempre.

    ResponderExcluir
  2. Robôs não seriam tão encantadores. *-*

    ResponderExcluir
  3. Gosto de gente assim!
    Que no abraço, não sabe se o tempo parou ou se pararam no tempo. Que se emociona e emociona com sorrisos e gestos sinceros. Gente que nos inspira a viver de verdade, com amor e simplicidade.
    Linda, você!

    ResponderExcluir
  4. Esses robôs acabam com o que chamamos de afinidade, beijos.

    ResponderExcluir
  5. Gostei, especialmente, de: na anatomia de abraços sinceros. Como isso é bom!
    Bj

    ResponderExcluir
  6. Concordo, só digo que o humano é raro.

    ResponderExcluir
  7. Afinidade... empatia... coisas que os humanos são capazes. Elas realmente podem ser a medida da humanidade que nos habita.
    Adorável texto.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  8. Estou contigo e não abro.

    :)

    Beijos e bom FDS!

    ResponderExcluir
  9. "Não sou da espécie robótica..." É, eu também não, hehe! Ótimo texto! Bjs

    ResponderExcluir
  10. ...daqueles que posso medir a temperatura dos corações com esse tal termômetro que as pessoas chamam de afinidade.

    Tenho andando no meio fio da tolerância, imaginando encontrar ao fim do caminho um banco debaixo de uma árvore cheirosa, para sentar e jogar conversa fora. Passarinho, ao sentir minha solidão, piou... que quando há afinidade não é preciso tolerar. Não desfiz o caminho, mudei de direção o olhar...

    Sorte tê-la conhecido!

    Te beijo,

    Ziris

    ResponderExcluir
  11. Bom ser assim, tens mais percepção das coisas que rodeiam a vida...beijos querida e um belo sábado pra ti...

    ResponderExcluir
  12. Que lindooo!
    é bem assim mesmo!
    Sem palavras.. parabéns

    ResponderExcluir
  13. Tão atual, tão intenso, e muito muito lindo de ler.
    vc como sempre escrevendo maravilhosamente. sucessooo

    ResponderExcluir
  14. Essa tal de afinidade é o que nos tem faltado,

    ResponderExcluir
  15. Que belo guria, sempre com doces palavras. Beijos

    ResponderExcluir
  16. Meus sensores captaram muita humanidade e sensibilidade aqui! Adorei o texto e o blog em sí. Bjus.

    ResponderExcluir
  17. se o coração não sorri o termômetro do sentimento congela.

    beeeeeijo matusquela

    ResponderExcluir
  18. O calor humano é que é o mais encantador mesmo. Sentimentos que exalam na pele. Carinhos imediatos provindos do mais humano de nós. É bonito este querer. És sensível, terno, íntimo e verdadeiro.

    Nunca duvidei destas palavras... Do que és.
    Porque você se evidencia em tudo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Poeta, linda por dentro e por fora.
    Encantada te sigo...

    ResponderExcluir
  20. tb sou assim...

    fazia tempo que não vinha aqui...tinha esquecido como é bom parar e te ler :)

    bjos e abraços apertados.

    ResponderExcluir
  21. Sentir é a maior dádiva que temos...
    Viver essas sensações é algo incomparável...
    Adorei o texto!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Oi ju,

    essa robótica é cada vez mais
    em tom de resguardo para uns e impasse para outros.
    Só que nem sempre a temperatura
    ideal é acima, a frieza guarda
    a chama..E nela abita..
    Mas creio nessa afinidade contagiante.

    bjs

    ResponderExcluir
  23. Minha querida

    Um texto sensível como o mercúrio de um termómetro, adorei e deixo um beijinho com carinho.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  24. não poderia concordar mais !
    sigo ;)

    assinado carolina
    passa pelo meu blog --> http://carol-frasedodia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. Nunca pensei na afinidade dessa forma. Bem interessante.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  26. heheh...boa, Ju! Continue analógica assim! rsrsr

    []s

    ResponderExcluir
  27. Romantica a moda antiga. Todo mundo quer ser correspondido, apesar que sempre vai ter um numa relação que vai se doar mais.

    ResponderExcluir