Disfarce

De repente você encostou sua saliva ácida nas minhas bobagens doces. E lá vem mais um flashback de nossas promessas entre um gole de vinho e um bom Fettuccine ai quattro formaggi, esqueço as conversas, os pretéritos imperfeitos e todas essas coisas que costumam causar nostalgia e procuro teus olhos. Você ri. Contempla. Eu me distraio. Coro. Invento. Existe uma alegria impressa nas cavidades de sua boca. Tento absorver a magia imaculada de suas mãos tocando levemente cada fio dos meus cabelos. Percebo de longe seu talento em torno da perfeição. Rosto de príncipe, coração de fogo e dentes de leão. Essa verdade absorta encostada em meu peito de pedra se faz insossa, digna de uma micro felicidade pulsante que aniquila de leve.
Peço um café, você me acompanha. Chantily pra decorar. Sua voz a titilar. Um espaço entre nós. Dois segundos sem ar. E você acha graça. Meus olhos imploram mais um sorriso teu. Uma fábrica de suspiros se acumulam dentro do meu peito e transborda. E você bem de perto lê cada detalhe das doçuras em minha boca. Não desvio o olhar. Encaro o movimento repentino dos seus olhos feito precipícios de gelo deslizando por minhas mãos. Seguro com força todas as minhas risadas estraçalhadas e congelo. Feito iceberg. E já não sou tão quente, nem tão doce. Relembro dos golpes, das mentiras em forma de corações soprados no vento. E deixo o vazio mais uma vez ser presente e tão mais amigo do que tua companhia migrada no sol feito luz pulsada no peito.
Tua boca perturbada persegue respostas, enquanto minha ira de mulher doída ainda palpita. E francamente meu bem. Eu sei que você faz parte do clã de homens cafajestes, aqueles disfarçados de anjos, massacrados por um coração podre.
É só isso beibe. Todas as limitações estão guardadas aqui. Na quentura de um peito que arde, mas é arrebatado por um surto de outono, quase inverno, quase oco. E não há quem de jeito nisso. Nem a maciez de sua voz é capaz de curar o silêncio digno de uma moça sem par.

83 comentários:

  1. Belas palavras, lindo e tocante.

    bjo ;)

    ResponderExcluir
  2. de repente, não mais que de repente... do limpo se criou o sexo

    ResponderExcluir
  3. Você tem o dom de detalhar cenas. Belíssimo texto.

    ResponderExcluir
  4. "DE UM CAFAGESTE A GENTE NUNCA ESQUECE"!
    "DE UM QUE TE TIRA DE UMA VIDA VAZIA(NEM QUE SEJAM POR ALGUNS MOMENTOS)TAMBÉM NÃO!

    JÚ...LINDO, DIZ MUITO PRA MIM, NESSE SEU TEXTO TEM DUAS PESSOAS QUE PASSARAM PELA MINHA VIDA OU " AINDA PASSAM"
    DEPOIS VOU PEGAR ALGUNS TRECHOS, COM SEU NOME CLARO. TAVA COM SAUDADE!!!!BJ

    ResponderExcluir
  5. Tens a minha admiração, quanto talento!

    ResponderExcluir
  6. Tanta coisa em um momento só.
    Compartilho desse "se deixar levar" seguido de "lembranças que gelam".
    E mesmo assim todos os momentos são belos... e gente como você os deixam mais belos ainda!

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Lindo, como sempre, mas essa teve algo especial, sei lá, talvez os detalhes, não sei ao certo, mas a li por duas vezes e vou ler mais uma...

    ResponderExcluir
  8. Adorei o texto, Ju.

    Quem mulher não conheceu este disfarce em sua vida,cafageste disfarçado de bom moço. Se ainda não conheceu, conhecerá...

    Beijoo

    ResponderExcluir
  9. Ai que saudade daqui, ainda bem que dei uma corridinha...
    e valeu a pena !


    bjs flor.

    ResponderExcluir
  10. Todo mundo um dia vai conhecer esse tal moço. Grande pena.


    beeijos

    ResponderExcluir
  11. Pois é...o cafa!
    E é exatamente isso que sobra: mulher doída.
    Ainda bem que passa...

    Beijos Ju

    ResponderExcluir
  12. Ual! Somos capazes de ver a cena e sentir as sensações que seu texto possui diante de uma escrita tão bonita e cheia de sentimento nas entrelinhas! Adorei...o texto, o blog...parabéns!bjsss

    ResponderExcluir
  13. Eu já conheci esses cafajestes. AFFF.

    Juuuuuuuuu, tanta saudade, tanta, tanta.

    Mas ainda bem que tenho você aqui: ♥


    Um beijoooooo

    ResponderExcluir
  14. Eu sou um bom moço, sério. E sabe o que aconteceu? Meu coração hoje encontra-se em pedaços. Tá certo, devo muito isso a uma antiga falta de confiança em mim mesmo. Mas, sabe que às vezes dá uma revolta de ver os cafajestes se dando tão bem e eu a maioria do tempo só? Assim como vocês mulheres adiquiriram grande desconfiança dos homens, eu passei a desconfiar de vocês. Isso também é sério. Chego mesmo até a pensar que vocês preferem esses caras, que o sonho de vocês é encontrar um cafajeste que se converta por uma de vocês. Aquele ditado "o bonzinho só se fode" é válido e eu sou uma prova disso.

    Ah... desculpe. Foi só um desabafo, pois ainda dói, e muito. Isso mexe.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. e todos se disfarçam de alguma coisa. principalmente, as pessoas criam disfarces para os outros e as prendem dentro deles.

    ResponderExcluir
  16. Cenas da vida em que buscamos na verdade nos encontrar pra poder seguir o caminho...grande beijo de bom final de semana pra ti querida.

    ResponderExcluir
  17. Como sempre.. perfeito!! Você escreve demais!!

    =D


    BJuu =*

    ResponderExcluir
  18. Nossa, os detalhes presentes no texto só o deixam melhor ainda. Quase posso presenciar a cena, hihi :x
    beijos :*

    ResponderExcluir
  19. E a gente sempre esperando tudo de quem não quer nos dar coisa alguma.

    ResponderExcluir
  20. Ju, apesar de ausente, você continua ótima escritora. Belo texto, querida! Você transcreveu aquilo que todas nós vivemos. Bjs de luz.

    ResponderExcluir
  21. Muito obrigada pela visita, adorei os teus textos, não pude ler todos, mais já estou seguindo e voltarei mais vezes.
    Tenha uma ótima sexta, bjos.

    ResponderExcluir
  22. por que nos apaixonamos por caras assim?!

    ResponderExcluir
  23. Acredito que sim, Ju. Enfim, o melhor passo é a denúncia.

    «Rosto de príncipe, coração de fogo e dentes de leão. Essa verdade absorta encostada em meu peito de pedra se faz insossa, digna de uma micro felicidade pulsante que aniquila de leve.» - As suas palavras são tão, mas tão belas!

    Continue, sempre.

    ResponderExcluir
  24. Minha querida

    Um desfilar de emoções no teu belo texto.

    Todas as limitações estão guardadas aqui. Na quentura de um peito que arde, mas é arrebatado por um surto de outono, quase inverno, quase oco.

    Como essas palavras fizeram eco em mim...estou tão Inverno.

    Adorei como sempre e deixo o meu beijinho carinhoso.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  25. Ah que saudade daqui hein. Estive longe novamente. Perdao! E o texto? Gente, que douçura. Eu amei. Apesar que gostar de um texto teu, não é novidade, tens o dom pra a escrita beem. (:

    Nova postagem.


    http://lysfernanda.blogspot.com/2011/03/juventude-nao-quer-crescer.html

    ResponderExcluir
  26. É aqui que encontro os detalhes que outros deixam escapar. Você é incrível Ju!

    ResponderExcluir
  27. As vezes eu detesto quando esse tipo de nostalgia toma conta de mim... Palavras bem colocadas, texto muito bem escrito, com coração.

    Parabéns Jú =*

    ResponderExcluir
  28. Olá moça sem par que post hein?

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  29. Texto maravilhoso!!! Perfeito. bjs

    ResponderExcluir
  30. tem selinho no meu blog pra ti.. esta na pagina de selos, o 2° da lista.
    espero que goste..
    bejinn *--*

    ResponderExcluir
  31. eu fico pensando aki
    o vinho deve ser combustivel da maioria das pessoas que sentem
    se bem que todas setem
    e nehuma acredita nisso
    ou todas
    =***

    ResponderExcluir
  32. Lindo!!!
    cada palavra nos faz sentir e sem perceber passa um filme na cabeça.bjs!!!

    ResponderExcluir
  33. Ju...
    Eis um fragmento da vida real escrito com telento! Adorei!!!

    Beijos meus,
    AL

    ResponderExcluir
  34. "De repente você encostou sua saliva ácida nas minhas bobagens doce." Adorei esta frase, muito poética. bjos

    ResponderExcluir
  35. Aí, a gente percebe que não vale a pena insistir no erro. Sabe, os sinais estão todos ali, as atitudes dele totalmente contraditorio com as suas palavras. É o melhor a fazer é virar a página.

    ResponderExcluir
  36. Que texto lindo, moça.
    E eu ando meio assim, cada dia mais me assusto com a amargura que se infiltra no peito, cada dia menos acredito no amor.
    É uma pena que tenha de ser assim.
    Um beijo!

    ResponderExcluir


  37. É sempre um encantamento ler-te... Saio daqui com a sensação de ter encontrado as respostas para minhas próprias angústias.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  38. Ai... esses cafajestes tem o poder deseduzir e massacrar corações... Tenso!


    Belo texto, lindoooo.

    ResponderExcluir
  39. Um otimo sabado pra ti minha lnda amiga...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  40. Adorei, flor. É bem assim mesmo: nos viciamos naquilo que sabemos ter um quê de perigo.
    Beijo pra ti!

    ResponderExcluir
  41. Homens cafajestes estão por aí aos montes. Mulheres também. O segredo é seguir a vida sem se impressionar e nem esperar demais as pessoas.Criar expectativas atrapalha o andar da carruagem.
    =)
    Um beijo, linda

    ResponderExcluir
  42. e o teu coração é todo grandão!



    beijos, Ju!


    .

    ResponderExcluir
  43. O seu jeito terno de amar há de buscar sempre a percepção de eficaz carinho
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  44. "É só isso beibe. Todas as limitações estão guardadas aqui. Na quentura de um peito que arde, mas é arrebatado por um surto de outono, quase inverno, quase oco. "

    Parabéns minha amiga só você consegue descrever a dor do amor assim. Me desculpe ter estado ausente.

    beijinhos

    ResponderExcluir
  45. é um amor tudo o que escreves. um beijo querida

    ResponderExcluir
  46. Imagino CADA palavra como um filme. Seu blog é pura poesia e romance.

    bjs

    ResponderExcluir
  47. Realmente nunca esquecemos de um cafajeste, mas temos que conviver com algum pra saber dar valor ao cara certo quando ele aparecer.
    Amei tanto a forma como tu escreve, os detalhes das cenas. Deu pra imaginar tudo.
    Parabéns!

    Beijos

    ResponderExcluir
  48. nos anéis da memória até os flashes sombrios ganham as cores de uma primavera verde e luminosa. mesmo que o coração já só suspire em máscaras mortuárias descompassadas.
    a memória - essa falsa amiga - há-de colorir a tela!
    beijinho, querida ju!

    ResponderExcluir
  49. Perfeito como sempre! bjoxxxxxxxxxxxxxxx linda!

    ResponderExcluir
  50. |Juuuuuu, vc massacra com tua escrita, sempre linda.

    E a primeira frase, caramba!


    Um beijo

    ResponderExcluir
  51. Coisa mais doce e gostosa de ler esse seu texto, parabéns :)
    E obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  52. Sempre aproveitamos estes momentos onde apreciamos um bom vinho, uma boa comida p. refletirmos ou melhor, seria o tempo em q. as pessoas param por algum momento. Na maioria das vezes é este corre corre de sempre...

    Eu aprendi com um grande jurista, talvez o maior, pelo menor pra mim, que pensamos melhor sobre nossa vida, nossos problemas qdo estamos andando, solitariamente pelas ruas....

    Sabe q. isto funciona comigo...Qdo eu andava só, sem celulares, sem fone nos ouvidos, sem lap top, só comigo meRma eu conseguia aproveitar bem mais o meu tempo....

    Grande momento este seu querida...texto impecável como todos os outros...

    bjitos mil...voltei pro face..estava afastada...

    ResponderExcluir
  53. Oie Juuh! Quanto tempo que eu não passava aqui hein! O texto esta ma-ra!

    beijos e passa la quando puder!

    ResponderExcluir
  54. 'silêncio digno de uma moça sem par'

    você escreveu para mim?
    ;/


    *ainda não consegui parar de achar absurdo essas pessoas que marcam engraçado nas reações -.-

    ResponderExcluir
  55. Adorei seus textos, principalmente o "Me abraça". Tu tem muita facilidade pra relacionar elementos cotidianos com as partes do texto que envolvem emoções. O texto acaba envolvendo mais o leitor, muito legal mesmo.

    ResponderExcluir
  56. lindo cantinho

    boa sexta
    beijos e flores

    ResponderExcluir
  57. Ai, Ju... difícil mesmo é resistir aos cafajestes de beijos doces! Quem nunca caiu na lábia de um desses? Pra fugir? Ponderação. Uma dose de bom senso e muito, muito amor próprio!

    Beijos, linda!
    E obrigada pelo elogios!

    ;)

    ResponderExcluir
  58. Um lindo final de semana pra ti minha querida amiga,,,beijos e beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  59. eu procuro sempre colar uma parte que eu mais gostei, mas ficou meio difícil

    "sua saliva ácida nas minhas bobagens doces"

    "Sua voz a titilar. Um espaço entre nós. Dois segundos sem ar. E você acha graça."


    "Tua boca perturbada persegue respostas, enquanto minha ira de mulher doída ainda palpita. E francamente meu bem. Eu sei que você faz parte do clã de homens cafajestes, aqueles disfarçados de anjos, massacrados por um coração podre.
    É só isso beibe. Todas as limitações estão guardadas aqui. Na quentura de um peito que arde, mas é arrebatado por um surto de outono, quase inverno, quase oco. E não há quem de jeito nisso. Nem a maciez de sua voz é capaz de curar o silêncio digno de uma moça sem par."

    tudo tão tanto.
    continue, é a justiça que pede.

    beijos

    ResponderExcluir
  60. Como sempre tudo perfeito!! Lindo..Parabéns pelo blog. Beijos

    ResponderExcluir
  61. "Tua boca perturbada persegue respostas, enquanto minha ira de mulher doída ainda palpita."

    incrível, como sabes brincar com as palavras!

    beijo,
    ^^

    ResponderExcluir
  62. ju: Que texto lindo e perfeito, guarda o teu coração para um princepe encantado e não para um cafageste.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  63. Por vezes as limitações parece ser maiores e mais constantes que as possibilidades ou oportunidades.

    ResponderExcluir
  64. Um lindo dia pra ti minha querida amiga...beijos.

    ResponderExcluir
  65. Tô te seguindo, adorando seu blog, parabéns!

    ResponderExcluir
  66. Ju, desculpe a falta de visitas. Perdi um pouco do tempo que tinha livre e estou priorizando apenas as postagens!
    Mas é sempre ótimo vir aqui e ler excelentes textos seus!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  67. Menina...

    Descrevestes muito bem o cafageste-gentil!!

    O que não é o canalha, mas aquele que sabe usar suas armas para seduzir.

    Meus parabéns, como sempre tu arrasa nas tuas escritas!

    Ótimo texto!!!

    Beijos minha linda...

    ResponderExcluir
  68. Amei o texto...!!!
    vou mergulhar nos outros
    também adorei seu espaço... ele é mágico =)

    BjO*
    Gláu

    http://starbonita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  69. Oi menina! Atualiza por favor, por favor, por favorrr

    ResponderExcluir
  70. Nossa, perfeito!
    Essa parte me chamou a atenção: "Relembro dos golpes, das mentiras em forma de corações soprados no vento."
    Se for relembrar todos os golpes, fico dias e dias fora do ar..
    Beijos ;**

    ResponderExcluir
  71. Uma otima terça feira pra ti minha querida amiga...beijos e beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  72. coisas do coração rendem linhas e linhas... no seu caso, perfeitas linhas!! belíssimo texto Ju!

    já tinha a visto no orkut da Sil, e vira e mexe espiava a beleza de seus recados... bom encontrá-la por aqui tbm...

    Seguindo.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  73. A Maria Clara tá fofíssima né, Ju? :)))

    Um beijo, querida!
    Boa tarde!

    ResponderExcluir
  74. Perfeito!!!
    Bjo e sorrisos pra ti.

    ResponderExcluir
  75. Que texto lindo Ju. perfeito, maravilhoso. Parabéns.
    Tenho novidades!
    http://freesante.blogspot.com/

    Beijos

    ResponderExcluir
  76. Isso me silencio de um modo.... sem palavras.

    ResponderExcluir
  77. Oi, Ju Fuzetto! Em seu perfil vejo que não evita as verdades, em seu Disfarce vejo que da alegria perfeita caminhou para a realidade fria. Vi que possui muitos seguidores, mesmo falando de verdades. Eu também tento dar um bom trato às verdades. Espero que faça uma visita e deixe sua opinião em meu conto mais recente.

    Convido para que leia e comente meu “A Onírica Competição de Armelau” no http://jefhcardoso.blogspot.com/

    “Que a escrita me sirva como arma contra o silêncio em vida, pois terei a morte inteira para silenciar um dia” (Jefhcardoso)

    ResponderExcluir
  78. Hey! Muito obrigada por passar no blog!
    Adorei o seu também! :)

    Beijos!

    ResponderExcluir