Saudade Invisível

Eu esmagava com as mãos a saudade que me batia forte contra o peito.
Arrancava a doçura que um dia pude sentir e a tornava áspera e aguda.
Sim, minhas tardes de verão que ardiam em meus ombros se tornaram um peso áspero que me espremia por dentro.
Talvez tudo isso se resumia em tê-lo aqui por uns segundos apenas.
Só pra ver se meus olhos se abririam com facilidade novamente.
Pude ver o mundo rodeado de árvores, que derrubavam suas folhas pelo chão, apenas pela janela oculta do meu refúgio.
Onde a vida era baseada nas cores pálidas que me perseguiam com uma paz desigual. Fugindo do real e morando em um beco de lembranças e páginas viradas me tornei assim tão triste.
Eu sei que precisavas partir, mas por um momento eu pensei que...
Talvez pudesses ficar mais um pouco.
Sinto tanto.
Eu não posso sair daqui e tentar encontrar algum caminho.
Eu tentava seguir, quando você teve que ir.
E tudo agora está tão dificil pra mim.
Seus braços não me alcançam e nem suas palavras podem chegar aos meus ouvidos.
Talvez você apareça no meio da minha insônia e me derrube da cama com suas gargalhadas, mas enquanto você não vem.
Eu não posso.
Não posso tentar esquecer que você era tudo.
Tudo que me tornava feliz.
E se foi como uma nuvem escura e hoje faz chover apenas saudade.
Essas minhas lamúrias só esquentam meu travesseiro a noite e não servem para aliviar a minha dor.
Eu buscava a certeza de ter você, enquanto o destino te tomava nos braços e lhe mostrava de perto a eternidade.
Foram tantas alegrias, tantas coisas que te traziam sempre aqui perto de mim.
Mas agora.
Não tenho nada.
Amanhã vai chover outra vez e não posso caminhar pela chuva ao seu lado.
Moras do lado do céu e me trazes um pedaço.
Um pedaço de céu coberto de saudade.
Uma saudade apertada, invisível e amarga.
Que toda noite vem e me cala.
Derruba-me lágrimas.
E me consome por inteira.
E mais uma vez o sol aparece e com ele o dia vem e me puxa pelas mãos.
Saio de fininho do quarto, passos lentos...
Respiro um pouco, pela primeira vez depois daquela tarde tão triste.
Olho para o céu, tento sorrir.
Busco um alento.
Te encontro ali, nas brechas do meu desespero.
Me segurando pelas mãos.
Me fazendo andar...



Voe, Passarinho
Voe, para o Céu
Voe o mais alto que puder
Cubra-te de azul
De lua e de sol
Voe, bem alto Passarinho
Feito Anjo, Voe em paz

52 comentários:

  1. A saudade é a pior das dores, penso eu.
    Porque só se livra dela tendo o objeto desse sentimento ao lado.
    E , quando isso não é mais possível...restam realmente as noites de insonia.
    Ou os sonhos com ele.

    Triste, mas lindo, Ju.

    ResponderExcluir
  2. Juuu... lindo texto...
    Mas me apeguei tanto a essa frase:
    "Uma saudade apertada, invisível e amarga."
    Pois o q ela tem de verdade
    Tem de dolorosa tb...
    Prq a tal da saudade pesa d+ na alma...
    Bjuu minha amigaa
    =)

    ResponderExcluir
  3. Ju

    Quero te agradecer pela sua visita no meu cantinho e deixado seu carinho!!!

    Um beijo, de coração,
    Jorge

    ResponderExcluir
  4. que seria de nós sem a liberdade, essa que nos faz imaginar com horizontes, com o outro lado do mundo criando em nós uma vontade imensa de descobrir, ir à luta, partir !

    ResponderExcluir
  5. "Por muito tempo achei que a ausência é falta.
    E lastimava, ignorante, a falta.
    Hoje não a lastimo.
    Não há falta na ausência.
    A ausência é um estar em mim.
    E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
    que rio e danço e invento exclamações alegres,
    porque a ausência assimilada,
    ninguém a rouba mais de mim."

    Difícil lidar com a saudade... e principalmente com os momentos em que ela assume o sabor amargo!

    Belo post.

    BjO.

    ResponderExcluir
  6. Ei flor!!! Estou de voltaaaaa... Vim lhe convidar para dar uma olhadinha neste blog que encontrei. Acho q vc vai amar...Vale a pena seguir: pilaresdomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ai ju,

    amo vir aqui!!

    Voa... mas volte assim que for possível, pq aqui é seu ninho!! E morro de saudade!!

    bj

    ResponderExcluir
  8. Como é triste a dor da partida, de saber não mais vê-lo nesta vida terrena.
    Tantas coisas deixaram de ser ditas, tantas mágoas deixaram de ser esquecidas, tantos abraços deixaram de ser dados.
    Tantos" Eu te amo", ficaram presos na garganta
    Esta dor é atenuada com a sensação de que algo se reencontrou com o universo e passou para o plano da luz… a mudança e os diferentes estados da nossa própria alma são moldados à medida que decorrem factos ao nosso redor. Por vezes fica uma sensação de vazio que não podemos contornar mas com a qual nos poderemos reencontrar numa paz de espírito que nos aproxima do divino.
    As partidas são sempre dolorosas e a sensação de vermos partir alguém de quem gostamos, deixa-nos sempre essa sensação de vazio de que falas. Conheço bem esse estado de espirito.
    Post muito triste, porém com uma suave e delicada beleza que só tu consegue expor.
    Deixo aqui um abraço para tua amiga

    Beso pra ti.

    ResponderExcluir
  9. Bonito teu gesto de carinho para com tua amiga Ju.


    Um beijo na alma.

    ResponderExcluir
  10. Ju
    Obrigada pelo carinho.
    Adorei este texto fala da realidade de muitos.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  11. Voe! O ceú nao tem limites!

    beejo amiga,

    Fique a vontade pra recusar o selo que te passei viu!

    ResponderExcluir
  12. [há um pedaço de mundo, onde estamos sempre resguardados de todas as intempéries; saibamos nós "calafetar" portas e janelas... e as saudades, de todos os tempos]

    um dez cem meus abraços, Ju

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  13. lindo como sempre *-*
    sou apaixonada por seus textos e pela sua maneira de escrever.
    parabéns, você tem O dom rs :)

    ResponderExcluir
  14. Excelente o seu blog, parabéns !

    Obrigada por estarmos juntos. Você vale ouro e, neste momento especial,tem um presente para você em nosso blog. Espero que goste.

    Atenciosamente,

    Raquel

    http://raquelcrusoe.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. A saudade dói no corpo e na alma duma maneira atroz e profunda.
    E a amiga sabe tão bem descrever por palavras essa dor, que mais não posso dizer!
    Um beijinho

    ResponderExcluir
  16. Nossa, que lindo...vc escreve muito bem todos esses sentimentos!

    Beijos, tha lindo....

    P.S: adorei o ultimo versinho!

    ResponderExcluir
  17. teu texto todo é saudade, quase me vejo nas imagens que vc criou

    ResponderExcluir
  18. Sabe atentei a saudade, saudade que machuca, quando a distância nos atinge, principalmente quando o gostar e o amar estão entrelaçados..isso dói!
    Um beijo Ju ;)

    ResponderExcluir
  19. Pior coisa é a saudade! Passa la, beijos

    ResponderExcluir
  20. Ju
    Tão triste esse texto!
    Pensei que a saudade de alguem que parte dessa vida é profunda, amarga e sem alívio.
    Quando o amor da gente parte por desamor ainda existe consolo, nem que seja nos sonhos.
    Nem quero pensar muito é triste demais.
    beijos

    ResponderExcluir
  21. Adorei a sua palavra. É mais do que uma palavra. É um Gesto! Mostra que você faz e não inventa*

    Pra vc, adorável, inesquecível e inigualácea Ju.
    Adoro pessoas que me surpreendem, me dão carinho de graça, sem cobranças. Bem na hora em que eu mais precisava. Nem conto, só choro.

    *VIA-LÁCTEA

    Quando adivinha que vou vê-la, e à escada
    Ouve-me a voz e o meu andar conhece,
    Fica pálida, assusta-se, estremece,
    E não sei por que foge envergonhada.

    Volta depois. À porta, alvoroçada,
    Sorrindo, em fogo as faces, aparece:
    E talvez entendendo a muda prece
    De meus olhos, adianta-se apressada.

    Corre, delira, multiplica os passos;
    E o chão, sob os seus passos murmurando,
    Segue-a de um hino, de rumor de festa…

    E ah! que desejo de a tomar nos braços,
    O movimento rápido sustando
    Das duas asas que a paixão lhe empresta.

    Olavo Bilac - XXXIV*

    Teadoro!
    Muito, muito obrigada!
    Boas-vindas sempre!
    Aquele abraço + Beijos*************************
    Bom hoje sempre!
    Renata

    ResponderExcluir
  22. Oi Ju, tudo bem?
    A saudade as vezes é bom, faz com que os reencontros sejam mais emocionantes e as lembranças mais gostosas, rsrs.
    Humm estou loucamente apaixonado, rs
    Que bom q gostou do poema
    Bjo
    :)

    ResponderExcluir
  23. A saudade pode até ser invisivel...mas a dor que ela causa,,,é bem palpavel...um beijo querida e um lindo dia pra ti.

    ResponderExcluir
  24. Saudade..e palavrinha que doi um bocado..
    como sempre..lindo texto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Ai eu odeio a saudades ...
    E as pessoas dizem que é bom ter saudades, para mim saudades boa é saudades morta
    bjos Lindo como sempre JuuUUU

    ResponderExcluir
  26. JUUUUUU agora que consegui logar!!!
    Parabens!!!
    Ta muito fofo o seu blog.....e agora?? Será que terei uma amiga famosa??? Juuu vc escreve muito bem!!
    Bjussss Lu

    ResponderExcluir
  27. Saudades é um sentimento muito estranho....é bom, mais doi! =/

    ResponderExcluir
  28. Saudades é algo que todos temos.
    Mas é algo que apenas alguns sabem lidar *



    Mais uma vez volto a dizer , tu sabes usar as palavras , fazes da escrita uma arte .

    Tens futuro , e caso um dia escrevas algo e tenhas sucesso , Posso nao estar na fila da frente , mas serei o primeiro aplaudi-te (':

    ResponderExcluir
  29. Apetece-me pintar a musica
    Que me afaga a alma, desperta os sentidos
    Apetece-me pintar-te o sorriso
    Unir-te aos meus anseios antigos

    Uma tela, universo ávido de um deus
    Será o pintor o criador da cor do dia?
    Um salteador das sombras da noite?
    Ou apenas um semeador da nostalgia

    Boa semana


    Doce beijo

    ResponderExcluir
  30. Amiga linda, que saudade do teu cantinho..
    saudades dos teus comentários em todos os meus textos [quando a inspiração vinha todos os dias]

    obrigada pelos teus textos lindos, que sempre me tocam..
    você tem uma alma bohemia,
    beijos!

    ResponderExcluir
  31. Eu precisava muito ler isto hoje!
    Que coisa doida...
    Abração, Ju!

    ResponderExcluir
  32. A saudade é uma palavra bonita para se pronunciar, mas causa estragos devastadores quando penetra em nós e se instala, demorando a partir...
    Abracinho

    ResponderExcluir
  33. Que tema fabuloso
    é a saudade...

    Um beijo,
    doce de lira

    ResponderExcluir
  34. Quando cliquei no seu perfil pra ver se tinhas também um blog a primeira coisa que pensei foi "Nossa, que moça bonita", depois que li o texto conclui mentalmente "..e talentosa".
    Texto muito bonito e triste, que me faz ter vontade de dizer que nunca passa, mas se torna suportável, eu sei que essa frase é senso comum, mas é tão verdadeira..
    E quanto as lembranças boas, espero que elas nunca desapareçam mas não tragam consigo quando aparecerem aquele gosto amargo que não mais tê-las.

    Gostei daqui e voltarei :)

    ResponderExcluir
  35. Ju,
    a saudade dói.
    Mas senti-la na esperança de matá-la é algo que não tem nome.
    Querida,amo seus textos!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  36. Ah...se quiser..venha enriquecer o twitter.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  37. Oi Ju


    Tenho saudade de muitas coisas gostei do teu texto me fez recordar momentos marcantes da minha vida.
    Uma linda noite.

    Bjs

    Lu

    ResponderExcluir
  38. Amor que dói, amor que deixa saudade!

    Charlie B.

    ResponderExcluir
  39. É tão triste e ao mesmo tempo tão lindo que dá vontade de chorar.

    Beijoooo

    ResponderExcluir
  40. vc escreve muito bem... intensa... inteira.
    abraço!

    ResponderExcluir
  41. Um beijo carinhoso de bom dia pra ti querida amiga....

    ResponderExcluir
  42. Muito lindo e emocionante!
    Escreves muito bem!

    ResponderExcluir
  43. Obrigada pelas palavras carinhosas Ju...a danada da inspiração achou de voltar de madrugada...kkkk



    beijinhos.

    ResponderExcluir
  44. Sentimento que se cristaliza na própria intensidade. O que não vê, explode em sensações.
    Perfeitamente intenso essa saudade que invade e te deixa plena, plena de vontade, de desejo, de querer novamente...

    =)

    Que lindo Ju.
    Beijo

    ResponderExcluir
  45. Texto lindo, como sempre!

    ^^

    Nem sempre é bom sentir saudades... às vezes ela se torna necessária como se pudesse demonstrar que ainda há tempo de dar valor à quem merece antes do tempo se esgotar. Porém às vezes ela é simplesmente cruel...

    Seguindo aqui tbm mocinha...

    Obrigada pelo comentário lá no Sook amore!!! ^^ Volte mais vezes lá pelo blog... Siga o Sook no twitter > http://twitter.com/mandy_sook

    xoxo

    ResponderExcluir
  46. Julinda,vc não é apenas uma amiga...é um anjo que caiu que veio do céu para nos iluminar aqui na Terra!Não tenho palavras para agradecer a amizade, carinho e admiração!Um dia iremosnos encontrar, sei que ele está em algum jardim...entre as flores, olhando por nós!Muito Obrigada mesmo!!!!Não tenho palavras!!!Beijo Grande!!!

    ResponderExcluir
  47. Julinda, vc nãoé apenas uma amiga, é um anjo enviado por Deus!!Obrigada pelas palavras e carinho sempre!!!Não tenho como agradecê-la!!!Beijo Grande!!

    ResponderExcluir