É quase... Natal

Vou levantar agora dessa poltrona de couro preta, lavar as mãos com sabonete de erva-doce e deixar que o aroma insira alguns gestos delicados em minha mente suja e indolor. Vou bordar meus pedidos em uma toalha de tule e te mandar por sedex. Já não sei o teu endereço e te busco na agenda antiga, seus sapatos estilo vintage ainda estão cravados no meio da minha sala bagunçada. Eu que já fui terna, calada, poeira esfarelada de sonhos e lampejos. Deixo que essa imagem se desfaça em uma moldura de vento e me leve pra perto de sentir tudo de novo.
Parece frio, mas a quentura de pensamentos esconde essa calma que um dia já foi exagerada. Papai Noel pediu que jamais deixasse algum resquício de ressentimentos. Um dia quando criança eu fiz uma linda carta, cortei capim, deixei água para as lindas renas que o acompanhavam. Esperei de olhos fechados. Fiz uma lágrima com giz de cera na carta. E ela se fez invisível. Os presentes deixados debaixo da cama eram sempre os melhores, os mais bonitos. E o carinho teu me era tão grande. Prometi não deixar minha curiosidade de bandeja, escondia meu rostinho de menina que sonha embaixo do travesseiro e vi que o Homem/Noel era papai. Gritei baixinho - puxa que sensação estranha. Papai alto - magrelo, cabelos castanhos e nada, nada de barba branca, nem um fio sequer.
Naquela manhã eu sabia, quietinha tomei entre as minhas mãos um pouco de leite com Nescau. Fiz um bigodinho acima dos lábios e mostrei um sorriso imenso quando Papai me perguntou sobre os presentes deixados pelo Noel. Sorri despretenciosa. A graça era tamanha. Ele não sabia.
Mas eu tinha agora nas pequenas mãos de anjo, um retrato tão mais bonito, era papai que me ensinava com aqueles olhos de mel, que toda a dor um dia passa, que os meus sorrisos eram de festa, coloridos e talhados pelo arco-íris dos sonhos. Me faço criança ainda, pois em teu rosto ainda pesco estrelas na noite de Natal. Deixo a grama molhada pra deitar as costas e procurar em algum cómodo o lindo laço do Natal.

88 comentários:

  1. Olá Flor
    Seu texto é tão delicado, tão bonito.
    Amei.

    Bjs e bom fds

    ResponderExcluir
  2. rs. Só uma criança pra enxergar que o Papai Noel é o seu pai mesmo. E não que ele não existe.

    Adorei!
    bom fds pra vc tbem Ju!

    bjo grande

    ResponderExcluir
  3. E que esse quase Natal já nos traga a paz, a serenidade da epoca,,,beijos de carinho e bom final de semana pra ti.

    ResponderExcluir
  4. Ju ......... :)


    Que doçura de texto !!!!
    Lindo demais ....................


    BjO e um Final de Semana Cheinho
    de Sorrisos ...... :)

    ResponderExcluir
  5. Oi Ju,
    Primeiro os pais nos enganam sobre a existência do papai Noel, depois chega a época que enganamos a eles, fingindo que ainda acreditamos no Papai Noel.
    Bjkas e um ótimo final de semana.

    http://gostodistonew.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Ju!!! Estou com lágrimas nos olhos!!
    Lindo o seu texto!!!!
    Beijos
    Bom fim de semana
    Paulinha

    ResponderExcluir
  7. O natal desperta sempre em nós sentimentos daquela ternura incondicional e quentinha que só uma criança sabe ter...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  8. Sou completamente apaixonada pelo natal... texto lindo ju.... você toca a gente... alimenta a alma...

    ResponderExcluir
  9. Delícia de texto, senti toda a ternura, a delicadeza, enfim... amei!
    *-*
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Eita o Natal rs, é perfeito, cheio de tantas boas energias, histórias, contos enfim... Adoro!

    Ótimo final de semana Ju, beijos

    ResponderExcluir
  11. Dentre tantas coisas, os detalhes acabam sempre sendo a especiaria da casa.

    Parabéns pela bela forma que tem de se expressar.!

    Um excelente final de semana, Ju!
    Que Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  12. ...
    Oie Ju querida.
    Espero que esteja tudo bem contigo.
    Meu beijo e meu abraço.
    ...

    ResponderExcluir
  13. Que os laços de ternura do verdadeiro significado do Natal enfeitem sua vida.

    Beijos,Linda!

    ResponderExcluir
  14. Seu texto me emocionou, de verdade.
    Sempre que falam sobre pais e filhas, me emociono. Nem me pergunte por que, rs.
    Lindo, lindo demais.

    ResponderExcluir
  15. Que graça de texto minha linda! A sua descoberta do verdadeiro papai Noel foi longe de ser frustrante.

    Meu beijooO*

    ResponderExcluir
  16. Oi Ju, boa tarde!
    Quero dizer que é sempre renovador está aqui lendo o que escreves. E a cada postagem me faz admirar-te mais e mais. E espero que esse encanto nao se cabe nunca. Um beijo Ju, um otimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  17. Minha querida

    Quanta ternura no teu belo texto...voltar atráz no tempo, faz bem à alma...aquieta o nosso peito.
    Adorei o texto.

    beijinhos com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  18. Ju, menina mais lindaaaaaaaaa desse mundo!

    Que coisa linda Ju, me emocionou.
    Me fez voltar ao meu tempo de criança , enfeitando a árvore, colocando o sapatinho na janela, e no outro dia, saindo da cama correndo pra ver se papai noel tinha deixado meus presentes.
    E me lembro do orgulho do meu pai, me vendo tão feliz recebendo o presente do velhinho de barba branca.
    To com meus olhos cheio de lágrimas...

    Um beijo Ju!!

    ResponderExcluir
  19. Ain Ju,quanto tempo...
    É sempre tão bom te ler!
    Sabe,me bateu uma saudade agora.Recordei minha infância tbm,no seu texto.Pra mim,essa é a época do ano mais linda;parece que as pessoas se aproximam mais,se amam mais.Por isso ainda acredito que esse velhinho exista sim...rs

    Obrigada por esse momento viu?
    Muito lindoooooooo!

    Um beijooo,florzinha...
    Você é um amor de pessoa.

    ResponderExcluir
  20. Escrita doce, delicada e apaixonante.Bjs

    ResponderExcluir
  21. São sempre ternos os sonhos de Natal.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  22. Obrigada amoree! Pra vc tbm!

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  23. Um sonho de Natal este seu texto, recheado de doces recordações e alguma nostalgia.
    Sempre perfeita minha querida amiga.
    Beijinhos gelados que aqui está um frio ;-))

    ResponderExcluir
  24. Boa, Ju!! Muito doce e bonito esta sua proposta de ver este momento...muito bom!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  25. Ai que lindo, Jú.! Esse sentimento nostalgico de infância, misturado ao ar de natal tão próximo deixou aquele sentimento acolhedor, dentro de mim.
    Você escreve de uma forma tão doce.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  26. Que post lindo, fiquei encantada *-*
    Ju, tem um selinho pra ti no meu blog, espero que goste.
    http://luciana-bernardo.blogspot.com/2010/12/selinho-blog-digno-de-existir.html
    beijo :*

    ResponderExcluir
  27. Jú querida:

    Quem me conhece sabe: sou e estou sempre feliz, sempre sorrindo, sempre pra cima!
    E quando chega essa época do ano, fico ainda mais festeiro, faceiro, feliz!
    E seu texto é lindo... uma pintura!
    Te adoro!

    Beijosssssss! :D

    ResponderExcluir
  28. Por alguns momentos, cheguei a ver a Ju criança, com sorriso iluminado, que se enterneceu por saber que Papai Noel era seu próprio pai. Coisa de Ju, de coração grande, de alma iluminada, de sentimentos à flor da pele.
    Muito lindo, menina Ju.
    Beijokas e um fds encantado pra vc.

    ResponderExcluir
  29. Lindo texto Ju.

    Quando somos criança tudo é mágico, tudo é verdadeiro e real. Pena que temos que crescer um dia...

    Beijooo

    ResponderExcluir
  30. Tão leve, delicado, terno seu texto, como o natal!
    Tudo que precisamos são de sonhos que nos levem sempre a querer mais, e o natal é uma época muito propícia a isso!
    Beeijo ;*

    ResponderExcluir
  31. Já é Natal. E que tenhamos muita paz, harmonia, amor. Beijos e obrigada pela visita.

    ResponderExcluir
  32. a tua escrita arregaça os sonhos que moram nos olhos daqueles que, como tu, eternizam os momentos. seja na escrita, seja fora dela.
    um beijinho natalício (aqui, em portugal, bem regado com frio, gelo e neve).

    ResponderExcluir
  33. Ju, depois disso tudo somente um: Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  34. Lindo e sei bem como é este presente que nos dão nossos pais quando nos ensinam a sonhar.
    beijos

    ResponderExcluir
  35. Nossa, que texto lindo e doce, como a descoberta do papai como Noel e o segredo guardado com o travesseiro.

    Beijo, moça!

    ResponderExcluir
  36. Quanta perfeição em poucas linhas :)
    Amei *-*
    Seguindo...

    ResponderExcluir
  37. Juu, como sempre, lindo de se ler!
    Eu não sou uma das maiores fãs do Natal, mas ficou tão leve visto assim, por suas palavras. Mágico mesmo é esse teatro que papais de todos os cantos fazem, só pra manter a mágica do mundo nos olhos dos filhos por um pouqinho mais de tempo. É também assim que aprendemos a crer nos sonhos.

    E eu não poderia deixar de comentar do quanto gostei do último texto. Lindo. Não comentei, mas li uma, duas, dez vezes, se não foram muitas outras.

    Como sempre, me encantando, xuxu.

    Beijos

    ResponderExcluir
  38. O segredo é só não deixar que essa magia de natal não se perca com o Papai Noel.

    Lindo texto, de uma doçura e sincronia incrivel
    meu beijo!

    ResponderExcluir
  39. É quase Natal, ainda nem fiz a Árvore de Natal ...!!!

    ResponderExcluir
  40. Olá Jú!

    Fantasia e realidade andam juntas, embora muitos só enxerguem a segunda.

    Texto poeticamente real!

    Bjs

    ResponderExcluir
  41. Um sabado cheio de carinho pra ti querida...beijos e beijos.

    ResponderExcluir
  42. amei teu blog,
    "lavar as mãos com sabonete de erva-doce e deixar que o aroma insira alguns gestos delicados em minha mente suja e indolor"
    vc escreve muito bem.
    Colhendomorangos.blospot seguindo =*

    ResponderExcluir
  43. E é nessa noite de natal, tão procurada em cada um de nós, que a vida renasce... Lindo texto! Amei!

    ResponderExcluir
  44. VC É MEU LINK DA VEZ!!! Tá lá!

    Adorei o post!

    bjão

    ResponderExcluir
  45. Eita mês bonito esse, adoro toda essa iluminação, inspiração para o amor desabrochar e para a paz em nossos corações!
    Que lindo Ju, seu texto! Belo!
    da Ju

    ResponderExcluir
  46. OI JU!!!!!!!!!!!!!!
    Passa lá no blog que tem um selinho pra você!!!!!
    BEIJOS
    Paulinha

    ResponderExcluir
  47. Olá deixarei de postar no Mudança.compor algum tempo, mas postarei em outro blog que terá postagem em sua maioria de microcontos de minha autoria, mas pode ser que eu poste outros textos que não se encaixem nessa categoria. Eis o endereço: http://entaofalemos.blogspot.com
    Espero sua visita. Beijos!

    ResponderExcluir
  48. Oi, gostei do blog, estou seguindo, segue também http://www.walkonthemoonx.blogspot.com

    beijo.

    ResponderExcluir
  49. Que texto ótimo de ler!Principalmente porque eu,sempre descrente,nunca consegui acreditar em papai noel...mas havia uma esperança,rs.

    Tem um selo pra você no meu blog.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  50. A forma como as palavras se encontram neste texto é tão doce. Você trespassa em pedaços de sensibilidade a pureza completa da delicadeza tão intensa na alma.

    Porque você demonstra a magia nos momentos singelos. Pequenas coisas que estribilham na alma. O natal transborda essa magia não é?

    Texto absurdamente ótimo!
    Gosto sempre da tua sensibilidade!


    Beijos!!


    ps: amiga, está tendo uma festa no meu blog. Passa lá pra comer um bolinho. Conto com a sua especialíssima presença. Beijo!

    ResponderExcluir
  51. Que lindo! Amei tua narrativa!
    Bjoo, querida.

    ResponderExcluir
  52. Uma semana toda linda pra ti querida...beijos.

    ResponderExcluir
  53. Me identifico muito com o seu jeito de escrever.
    É quase um roteiro pra um curta, um filme-comercial ou mesmo uma crônica cinematográfica.
    Você deixa tudo tão suavemente explicado que a cena não se prende à tela do meu notebook.

    Ver o natal pelos seus dedos é uma grande narrativa de dezembro.

    ResponderExcluir
  54. Texto curto,mas bonito =D

    A segunda parte do conto "O Caso da Cidade das Almas" já foi postado:
    http://emyhouse.blogspot.com/2010/12/o-caso-da-cidade-das-almas-2-parte.html

    ResponderExcluir
  55. o natal nos traz muitas lembranças boas. Eu gosto do modo como você escreve. Sabe é como se conectasse com a gente bem fundo.

    ResponderExcluir
  56. Uauauau vc é d++++, um encanto, um mimo, mais um belo delirio desta menina poetiza, avc minha linda q encanta-me com suas belas escrivas vai aqui do tio, bjos, bjos e bjossssssssssssss

    ResponderExcluir
  57. Texto cheio de uma terna poesia, muito bonito! bjos

    ResponderExcluir
  58. Ain que fofoooo! A parte da criança, do bigodinho... muito legal as sensações do texto, a acho que ela sabia do papai noel né? Espero que ganhe muitos presentes!! Bjaoooo!

    ResponderExcluir
  59. Olá, vai ser um prazer está acompanhando o seu blog,
    muito bom por sinal, um trablaho brilhante.
    vale realmente conferir, fico feliz por me seguir.
    luz na sua vida e que a troca de experiências seja
    para ambos.

    ResponderExcluir
  60. eu queria uma chaminé aqui em casa, sabe assim? (:

    ResponderExcluir
  61. Beijo carinhoso pra ti querida e um dia de muita paz e sorrisos.

    ResponderExcluir
  62. Eu já fui mais fã de natal, mas essa época é ótima, todos se achegam mais !

    beijos querida e saudades.

    ResponderExcluir
  63. As vezes eu queria voltar no tempo, voltar na epoca em que eu ainda acreditava em Papai Noel. Lembro como foi triste quando descobri que ele, era na verdade, os meus pais. Amei seu texto.
    Seguindo. beeeijos.

    ResponderExcluir
  64. O teu texto está lindissimo *-*
    O teu blog está lindo :)

    ResponderExcluir
  65. Lindo texto, Ju!

    Vc tem uma sensibilidade extremamente aguçada, o que torna seus textos-poéticos pra lá de belos.

    Gosto muito das metáforas que vc cria... parabéns, Flor!

    Beijinho :)

    ResponderExcluir
  66. Quando vi o filme “De Ilusão Também se Vive” tive a impressão de que o Papai Noel realmente existe.
    Todas as vezes que falam em Papai Noel me lembro desse filme.
    Seu texto é perfeito. Ler você é como ler um poema.
    Parabéns!...

    ResponderExcluir
  67. Obrigada e para si também querida (:

    ResponderExcluir
  68. Passei para dizer olá.
    Fiquei lendo o teu texto e descobri nele algo comum: O cacau matinal,Seguido da carne de vinho e alhos, depois de espreitar as prendas do Pai Natal....
    Fizeste-me recuar no tempo e voltei a acreditar que a inocência da infância tem toda a magia das almas puras.

    ResponderExcluir
  69. Oh. muito obrigada minha querida :)

    ResponderExcluir
  70. Beijo carinhoso de bom dia pra ti querida amiga,,,paz e poesia sempre.

    ResponderExcluir
  71. as lembranças de natal ficam gravadas na gente, né? dá uma saudade de dias assim...

    ResponderExcluir
  72. Sou completamente apaixonada em Natal. Muitos dizem que é apenas uma data comemorativa, mas caramba, é a melhor data de todas. Eu a amo.

    Seu texto ficou lindo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  73. Texto delicado.

    O natal faz isso tudo ne!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  74. Lindo texto, JU!
    Obrigada pela visita lá no blog!

    bjss

    ResponderExcluir
  75. Ju, obrigada sempre pela sua força..
    é muito importante pra mim!

    estou com saudades tambem poxa. beijos!

    ResponderExcluir
  76. encantada!

    agradeço sua visita.

    beijo, moça bonita.

    ResponderExcluir
  77. Que lindo!!! Me emocionei, me lembrei dos meus Natais... :)
    Beijo flor!

    ResponderExcluir
  78. Beijo carinhoso de linda semana pra ti querida,,,,poesia e paz sempre....

    p.s. a postagem acima nao aparece o link comentarios, será algum problema?

    ResponderExcluir
  79. a que lindoooooooo , quase choreei,lembrei do meu pai :/
    ficou mt lindo parabéns linda *-*

    ResponderExcluir
  80. Oie querida!
    Estou te seguindo.
    Participa do sorteio que está rolando no blog.
    1 clutch, 1 cesta de pães de mel, 1 mini agenda 2011 e 1 lingerie!
    Beijos
    www.milipavan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  81. querida, vou-te seguir. como gostei do teu blog, escreves lindamente :)

    ResponderExcluir
  82. Bonito o texto, mas mesmo que não seja natal, ainda pegue estrelas na companhia dele...

    Fique com Deus, menina Ju Fuzetto.
    Um abraço.

    ResponderExcluir