Nua e Crua

Mesmo que eu gritasse o que sou, o que quero da vida, nenhuma voz responderia à altura. Sou o que imagino, sou o que me prende aqui, vivendo certezas e dúvidas, uma de cada vez.
Rasgo a folha do caderno e passo tudo a limpo quando as letras ficam cansadas e desprezadas num canto da margem direita.
Sou aquela nuvem que se desfaz a cada segundo, sempre formando um novo desenho.
Sou lápis, papel, caneta e giz de cera.
Sou as palavras contidas na certeza da minha verdade.
Tenho a esperança da mocinha do filme romântico, tenho a risada mais bonita quando o sol bate na minha janela.
Tenho a cara mais brava e o jeito mais chato, quando estou de mau-humor.
Tenho riso e choro, sou a inocência, a clareza e a leveza de um beija-flor.
Sou aquela que canta sem saber a letra, que dança na frente do espelho e fala o que vem na cabeça.
Sou a transparência da água que se expande na piscina, mesmo sem ter aprendido a nadar.
Nunca quis aprender a nadar, pois sempre me faltava o ar.
Prefiro a terra firme, mesmo sendo asfalto, prefiro os carros da cidade, os prédios gigantes, a vida agitada que levo, a ter que viver no campo.
Levo comigo a nobreza de uma gentileza.
Posso ser grossa, depende de quem despertar minha ira.
Posso ser boneca, princesa e rainha.
Posso ser louca, calada e metida.
Entrego-me ao real e fujo do normal.
Pergunte-me sobre a vida.
Eu te direi na minha estranha lucidez que viver é algo perigoso, mas extremamente divino.
Quem vive sonhando, não acorda nunca.
E quem vive de verdade realiza.
Então grite, quando quiser. Gritar é mostrar a sua cara para o mundo.
Quando sentir que faltou voz para gritar.
Grite dentro do seu coração. Grite em sua mente, mas grite.
Quebre as regras e dance na chuva, corra contra o vento e deixe qualquer brisa tocar o seu rosto.
Me arrepia pensar na vida de forma patética.
Quero mais é viver do meu jeito explosivo.
A realidade nua e crua é pesada demais.
Olho para mim.
E vejo o que sou e o que posso ser.
Exagero na dose.
Fico imaginando cenas diferentes, pinto o sol de azul. Desenho as nuvens em formato de coração e coloco muito glitter.
Hoje não estou seguindo regra nenhuma, nem mesmo a regra de sorrir quando quero chorar.
Que se dane.
Sou assim.
Não me importo. Me transporto para outro lugar, onde possa ser eu mesma.
E aqui no meu mundo.
Sou de verdade
De carne e osso.
Mais osso do que carne.

20 comentários:

  1. aqui no meu mundo, sou de verdade, de carne e osso, lindo texto muito sugestivo conteúdo, pensei e qdo penso, fico feliz, se penso, logo, existo e existir é ótimo, adorei sua página, a abertura então é demais, lindona, chocante, parabéns, bjos, bjos, bjosss

    ResponderExcluir
  2. "Hoje não tô seguindo regra nenhuma, nem mesmo a regra de sorrir quando tô afim de chorar..."
    GOSTEEEEEEEEEI!

    Juzinha, muuuuuuito bom!
    Isso aí, amiga! Gostei muito!

    Beijão, queridona!

    ResponderExcluir
  3. Eu ameeeeeeei o texto, Ju =*
    Faz tempo que não venho aqui... tenho andado muito ocupda, mas estou voltando a comentar aos pouquinhos =***

    ;D

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Juliana, lindos seus textos!!

    ResponderExcluir
  5. Viver a própria realidaade. inventá-la. senti-la. e não copiá-la. isso eh vida de gente, gente que tem amor dentro do coração.

    ;D

    Parabéns flOr.
    belo texto.
    beeijo
    Nii

    ResponderExcluir
  6. Lindo!!!Inspirador!!!Deu vontade de sair escrevendo!!!xD
    Parabéns!!!^^

    ResponderExcluir
  7. Oiii Ju. Soh agora eu vi seu comentário. Resolvi criar meu espaço tb. Tô apredendo aos poucos. hehehe! Beeeijo minha linda. Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  8. Oiii =)
    Quanto tempo não passo por aqui!!!!
    Adoro seus textos
    =)
    Beijos :***

    ResponderExcluir
  9. e essa realidade pode ter certeza é só sua, rsrs, então quem sabe as "dores e delícias" dela, é tu, melhor que ninguém, rs
    bons dias

    ResponderExcluir
  10. Jú,

    - Quanta mudança por aqui! Gostei do branco. É um reflexo de uma mudança maior?

    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Queridos(as) amigos obrigada pelos comentários... adorooo!

    Vinicius mudei radicalmente a cara do blog, que bom que gostou!!!

    Beijos a todos (as)

    ResponderExcluir
  12. Lindo texto, mais osso q carne...mtas buscam isto, acho um exagero, prefiro um pouco mais de carne, achei seu texto mto lindo, adorei várias partes, mas confesso q o final chamou-me atenção pelo q já destaquei acima, beleza menina, adorei, bjos, bjos, bjoss

    ResponderExcluir
  13. Hoje descobri seu blog. Adorei o texto!

    ResponderExcluir
  14. Oi Ju, tava na comunidade do Caio Fernando Abreu e algum comentarios seu me chamou atenção, vi seu perfil do orkut e li esse seu texto.
    Menina, só passei aqui pra te parabenizar, ótimas palavras, ótimo texto, brilhantes colocações..
    Você é ótima nisso, e seu blog já está nos meus favoritos.
    Li os outros textos e estou amando!
    Parabéns novamente

    beijos querida

    ResponderExcluir
  15. Pessoal muito obrigada pelo carinho!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  16. "Não me importo... me transporto para outro lugar, onde possa ser eu mesma!"

    Faço o mesmo! rs

    Adorei Ju!
    Beijos, amiga!

    Bom fds!

    ResponderExcluir
  17. Amei esse texto, prefeito demais!
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Manaaaaaaaaaaa... adorei!! Vou até colocar no meu perfil! Mas ñ se preocupe, vou dar os devidos créditos!! ahhahahaha Minha escritora favorita! Minha heroína!kkkkkkkkkkkkk
    bjs

    ResponderExcluir